Início > News > 2 Docs in 15 Days

2 Docs in 15 Days

Mais uma vez fui diretor de fotografia de outros documentários gravados pelo Brasil para a TV Justiça e novamente dirigidos por Alexandre Fischgold.
Desta vez gravamos 2 documentários ao mesmo tempo em 15 dias. O ritmo é sempre acelerado e as locações são de todos os tipos. Os cenários mais feios, menores e mais difíceis de filmar são sempre os mais gratificantes no final.
Um dos documentários foi sobre o abolicionista Joaquim Nabuco e o outro sobre Inclusão Social de Deficientes.
Todos os dias, começando por Brasília, pegávamos um vôo noturno, no caso aqui, para Curitiba, chegávamos em um Hotel as vezes bom, as vezes ruim. Afinal não há como a produção controlar a qualidade dos hotéis. (Lembrando que um produtor(a) é sempre essencial e totalmente indispensável em qualquer trabalho cinematográgrico.)
Ao chegarmos no Hotel quase de madrugada, simplesmente desmaiávamos de tão cansados e acordávamos cedo para a gravação da cidade em qual estávamos. Ao sairmos do hotel perto de 7:00am já com as malas de roupa e equipamentos arrumados, afinal, não havia tempo para voltar ao hotel depois das gravações. Era terminar de filmar, guardar tudo e ir direto para o aeroporto pegar um outro vôo noturno, chegar em Porto Alegre e repetir a dose.
1° dia – Caçu-GO, 12 horas de carro no total, cidade pequena, silenciosa (bom para o áudio), equipe com dois assistentes e um operador de áudio, gravamos crianças com Deficiência Intelectual (esse é o modo correto de dizer). A viagem foi extremamente cansativa mas as gravações, as pessoas e a equipe foram nota 10. Nada como a simpatia do interior.
2° dia – Curitiba -PR, povo simpático, mulheres bonitas, cidade com uma boa qualidade de vida. Aparentou isso. Equipe com dois assistentes e um operador de audio. Nota 10
3° e 4° dia – Porto Alegre – RS, não existe mulher feia nessa cidade, não sei se pela colonização ou pelo culto à vaidade extrema. Equipe com dois assistentes, um operador de audio e um motorista. Nota 10.
5, 6, 7 e 8° dia – Rio de Janeiro-RJ. Cidade maravilhosa, pessoas bonitas, comunicativas, easy-going e sacanas. Ficamos de quinta à seg no Rio. Tivemos o sábado livre, deu pra ir à praia e ver velhos amigos. Ao chegar em uma cidade muito populosa depois de gravar em cidade interiorana acaba sendo assustador e muito claro, pra mim, de que aqueles cidadãos não estão 100% saudáveis. Pensar que morei lá durante dois anos, e hoje sinto o clima de stress mais forte. O que é normal em toda cidade grande. A equipe foi mais reduzida, apenas com um assistente e um operador de audio. Filmamos uma mulher chamada Izabel Maior, que é uma Pessoa Com Deficiência (esse é o modo certo de dizer) que tinha muito a nos ensinar.


Hoje, dia 29/10 volto pra casa onde minha artista e esposa me espera com muitas saudades. Passarei uma semana em Brasília-DF e depois viajo à Recife-PE por 4 dias e mais um dia de gravação em São Paulo-SP. Ufa!
Estou vivo e espero que tenham entendido minhas palavras. Juro que não tive a intenção de ferir a língua portuguesa, apesar de achá-la mal feita. Epa!
Pode parecer exagero mas, toda vez que nos despedimos da nossa equipe local sinto uma leve tristeza, porque o contato durante as gravações é sempre muito intenso, e do nada vc viaja e provavelmente não verá mais essas pessoas. Tentarei da próxima vez sempre fotografar as equipes escaladas.

Aquele abraço.

cont…

Hoje é dia 29/11 e finalmente consegui sentar para terminar essa história.

Nos dias que seguiram embarcamos para Recife, que é uma cidade linda, como sempre o Nordestino simpático e algumas praias com tubarões. Eba!

O primeiro hotel que ficamos foi absurdamente claustrofóbico, a produção não teve tempo de conseguir um hotel melhor. Acontece. Mas 2 dias depois, ao mudarmos de hotel o dono não quis nos cobrar nossas diárias. Não me pergunte porque, acho que é a magia do Nordeste. lol!

Fazer documentários históricos é sempre bacana, a viagem no tempo se torna possível. No caso desta viagem para Recife fomos gravar sobre Joaquim Nabuco, mais conhecido como um abolicionista na “”época”” da escravidão.

Em breve postarei os links do youtube para que possam assistir os Docs.

Um abraço!

English:

Again I was director of photography for other documentaries recorded for a TV chanel here in Brazil, and again directed by Alexandre Fischgold.
This time we shoot two documentaries while 15 days. The schedule is always short and the locations are of all kinds. The uglier locations, smaller and harder to shoot are always the most rewarding in the end.
One of the documentaries was about the abolitionist  Joaquim Nabuco and another on Social Inclusion of Persons with Disabilities.
Every day, beginning in Brasilia, we took an overnight flight for Curitiba, we arrived at a hotel sometimes good, sometimes bad. After all there is no way to control the production of quality hotels. (Remember that a producer (a) is always essential and absolutely indispensable in any film job.)
When we arrived at the hotel almost dawn, we pass out in bed and wake up early to shoot at the city we were. As we left the hotel around 7:00 am, already with bags of clothes and equipment tidy, after all, there was no time to return to the hotel after the shooting. We finished filming, holds everything and go straight to the airport to catch another overnight flight, arriving in Porto Alegre and repeat the dose.
Day 1 – Caçu-GO-BR, 12 hour drive in total, small town, quiet (good for audio), two assistants and staff with an operator audio, recorded Children with Intellectual Disabilities (this is the correct way to say here) . The journey was extremely tiring but the recordings, people and staff were very good. Nothing like the friendliness of the interior cities.
Day 2 – Curitiba-PR, friendly people, beautiful women, a city with a good quality of life. This appeared. Two assistants and an audio operator. A+!
3rd and 4th day – Porto Alegre – RS, there is no ugly woman in this town, do not know if by colonization or the cult of extreme vanity. Team with two assistants, one audio operator and one driver. A+!
5, 6, 7 and 8 day – Rio de Janeiro-RJ. Wonderful city, beautiful people, communicative, easy-going and foul-mouthed. Love that city! We were from thursday to monday in Rio. We had the Saturday off, i could go to the beach and see old friends from university. Arriving in a very populous city after recording in provincial town ends up being creepy and very clear to me, that those citizens are not 100% healthy. Thinking that I lived there for two years, and today I feel the climate of stress stronger. What is normal in every big city. I don’t know. The team was smaller, with only an assistant and an audio operator. We shot a woman named Izabel Maior, which is a Person With Disabilities (that’s the right way to say) that had a lot to teach us. And i learned dude! Very cool!

Today, 29/10 i’m back home where my wife and artist expects me. I will spend a week in Brasilia-DF and then travel to Recife-PE for 4 days and a day of recording in São Paulo-SP. Phew!
I’m alive and I hope you have understood my words. I swear I did not mean to hurt the English language.
It may seem an exaggeration, but every time we parted from our local team feel a slight sadness, because contact during the recording is always very intense, and you probably won’t  see these people anymore. I will try next time to take a picture of every crew.

cont…

Today is 29/11 and finally got to sit down to finish this story.

In the days that followed we traveled to Recife-PE, which is a beautiful city, as always the Northeast and some nice beaches with sharks. Whoopee!

The first hotel we stayed was absurdly claustrophobic, the production did not have time to get a better hotel. It happens. But two days later, when we were moving, the hotel manager did not want to charge our stay. Do not ask me why, I think that is the magic of the Northeast. lol!

Making historical documentaries is always nice, time travel becomes possible. In the case of this trip to Recife we shoot only for Joaquim Nabuco, best known as an abolitionist in “” time “” of slavery.

Soon I’ll post the links from youtube so you can watch the Docs.

Hugs!

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: